terça-feira

Shiiiiiuuu...

Ultimamente os leitores têm-se queixado muito do ruído existente na biblioteca! E não é por estarmos numa altura de exames... este ano os leitores estão mais sensíveis às conversas, os saltos dos sapatos, aos telemóveis, aos sons de abertura dos PC's, ao arrastar das cadeiras... enfim estão mais exigentes!

Como não sou adepto do célebre "shiiu!" e muito menos da caneta a bater na mesa, a solução que se apresenta é andar pela sala de leitura a chamar a atenção para situações menos correctas... e acontece com cada uma!

A ideia da Oak Park Public Library talvez fosse a solução para as chamadas de atenção, reclamações e altercações entre leitores que começam a ser recorrentes.
A ideia de dividir/apresentar os espaços das bibliotecas tendo em conta os leitores e o tipo de utilização dos espaços não é certamente nova, mas a ideia de informar claramente os leitores sobre os espaços existentes consoante os níveis de ruído pode ser inovador, para além de evitar situações complicadas.
Visto no BiblioFilmes.

4 comentários:

Anónimo disse...

Um bibliotecário que não diz shiiu não é bibliotecário!!! ;-)

Susana Carinhas disse...

Temos sempre que ter atenção aos shiiius que damos!
Podemos correr o risco de estar a impedir a liberdade de expressão...

:)

totoia disse...

Como estudante em época de exames posso confirmar que todos os barulhos me incomodam nesta altura, acho que seria uma boa ideia haver espaços mais isolados nas bibliotecas para os estudantes, assim como o alargamento dos horários. Só depois de voltar a estudar é que me apercebi da dificuldade de se arranjar sitios para estudar ao fds. Quanto ao shiu, acho que é inevitável,embora haja shius mais incomodativos do que o próprio barulho.

Feliz 2008.

Bruno Duarte Eiras disse...

Caro Anónimo
Felizmente que muitos bibliotecários não dizem shiu!

Susana,
E viva a liberdade de expressão mesmo que de forma ruidosa. bjs

totoia,
Os grandes frequentadores das bibliotecas públicas são os estudantes e também eu me lembro como existem poucos locais adequados para o estudos. Neste caso o problema é que muitas pessoas a falarem baixo produzem muito ruído. Quando ao shiu sou totalmente contra e até acho que não é pedagógico. Ainda acho que a sala de leitura, podia ter 2 espaços com níveis de ruído diferentes.
P.S. - Sei que estou em falta... votos de bom ano.