segunda-feira

Cultura, em português

O Ministro da Cultura foi entrevistado pelo jornal Expresso e declara-se obviamente insatisfeito com o orçamento para 2009. António Pinto Ribeiro diz que o “Ministério da Cultura não tem credibilidade” e que está farto de chegar às autarquias e ouvir dizer “que lhes devo dinheiro”.

Numa passagem da entrevista, o Ministro desabafa:
"Já não aguento chegar a uma autarquia e a primeira coisa que me diz o presidente é que lhe devo €1,2 milhões da biblioteca municipal que fez mas cuja contrapartida nacional nunca chegou. Caramba!, estava orçamentada. Porque é que não pagaram?"

Deixo aqui algumas das frases mais interessantes:

- "Quero que haja maior harmonia, coesão e sintonia entre todos os ministérios envolvidos na actividade cultural. Não me interessa nada que todo o dinheiro que se gasta com a Cultura seja alocado ao Ministério":
- "Porque é que os anteriores ministros não gastaram o dinheiro nem pagaram as dívidas que agora tenho como herança?";
- "O meu objectivo é atingir os melhores níveis de execução de sempre";
- "Seria um ministro felicíssimo com 300 milhões de euros, ou se me pagassem as dívidas mesmo que não tivesse dinheiro para fazer mais nada"

2 comentários:

Anónimo disse...

Como ele e gente como ele que aceita cargos por pura vaidade, querem o quê?

Mlle. Monique Aguida disse...

Aqui no Brasil as Políticas Públicas para Educação e Cultura são desafadas e precárias. Poucas bibliotecas obtém bons investimentos no Ministério da Cultura e acabamos, todos nós bibliotecários, lutando por novas perspectivas remando contra as marés do analfabetismo.

Muito interessante o seu blog. Gosto dos temas que você aborda e gostaria de saber mais sobre seu trabalho em bibliotecas de presídios.